Potência Política

por Adriana Mendes

Fórum Educação
05 de Maio de 2020, 18h22

Não há limites para Bolsonaro

Leia no blog Potência Política, de Adriana Mendes: "Parece difícil entender que ele testa os limites todos os dias: do STF, dos parlamentares, da população brasileira"

Foto: Reprodução/Vídeo

Nesta manhã, em suas habituais vociferações no cercadinho em frente ao Planalto, o inacreditavelmente ainda presidente Jair Bolsonaro dirigiu-se a um jornalista: “Cala a boca, não te perguntei nada”. Primeiro erro, quem pergunta é o jornalista e quem deve responder é o presidente. Mas esse é apenas um erro de linguagem e de interpretação e texto.

Esse psicopata* colocado no poder por mais de 50 milhões de eleitores e outros tantos milhões de “isentões”, não tem limites! Todos os dias eu leio em redes sociais e em publicações na imprensa de que “hoje ele passou dos limites”. Parece difícil entender que ele testa os limites todos os dias: do STF, dos parlamentares, da população brasileira.

No domingo participou de aglomeração de protesto antidemocrático (não foi a primeira vez). Xinga jornalistas, nega recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre distanciamento social e uso de máscaras. Na surdina, nomeia o novo diretor da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza, que era secretário na Abin. O escolhido é visto como ‘braço direito’ de Ramagem, aquele que teve indicação barrada no STF. Ou seja, o “malandro” está sempre chamando os “parça” para abafar as investigações contra seus filhos, que chama de 01, 02, 03 e 04 (talvez para confundir quem comete qual crime, já que são tantas investigações na mesma família).

O limite já foi passado antes de ser eleito, quando cometeu crime de racismo, homofobia e ainda fez apologia à tortura no dia do impeachment de Dilma Roussef. Ele continuou passando dos limites quando disse que escolheria um ministro “terrivelmente evangélico” para o STF, acabando com a Constituição que determina a laicidade do Estado. Hoje também saiu no Diário Oficial da União a nomeação do maestro Dante Henrique Mantovani como novo presidente da Funarte (Fundação Nacional de Artes).  Se você não lembra é o mesmo que disse que o rock é coisa do diabo, que incentiva a fazer sexo e aborto. Ele passou de todos os limites quando respondeu “E daí?” ao ser questionado sobre o Brasil ter passado a China no número de mortos por COVID 19.

Ele não vai parar. Ele não tem limites.

Psicopata* Não sente a dor do outro, nem empatia por seres humano ou outros animais, entre outras sociopatias.

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum