escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de abril de 2011, 10h00

A violência nas escolas de São Paulo

Por Rudá Ricci: Todo ano, em abril, o SINESP, sindicato de gestores e técnicos das escolas municipais paulistanas, divulgam uma extensa pesquisa que realiza em todas unidades escolares, com a assessoria técnica do Instituto Cultiva. Destaco, nesta nota, a evolução, de 2009 a 2011, das situações de violência escolar captados por esta investigação.

Violência nas escolas municipais de São Paulo
por Rudá Ricci, no blog De esquerda em esquerda

Todo ano, em abril, o SINESP, sindicato de gestores e técnicos das escolas municipais paulistanas, divulgam uma extensa pesquisa que realiza em todas unidades escolares, com a assessoria técnica do Instituto Cultiva. Destaco, nesta nota, a evolução, de 2009 a 2011, das situações de violência escolar captados por esta investigação que leva o título de RETRATO DA REDE:

2009
30,3% das unidades apresentaram casos de violência. Em 2009, a agressão verbal e desacato de pais e alunos, foram as manifestação de violência mais citadas.

2010
Principais casos apontados foram violência verbal (25,6%), seguido de ameaça (14%), reforçando os dados obtidos em 2009. São situações que, embora não se efetivem em violência física, aumentam a carga de tensão e stress já indicada neste relatório. Agressão física foi apontada por apenas 7,2% dos entrevistados.

2011
Ameaças atingiram 31,4% das respostas, mais que o dobro em relação ao dado captado em 2010. Violência verbal aparece na sequência com 23,6% (dentro da margem de erro na comparação com o ano passado, o que indica nenhuma melhora em virtude da ação do governo). Agressão física caiu para 5,1% (também dentro da margem de erro: em 2010 o índice foi de 7,2%).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum