sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Carsughi: “Joven Pan assumiu uma postura de direita, contra o PT, a Dilma e o Lula”

Do Portal Grande Prêmio

A Rádio Jovem Pan demitiu nesta segunda-feira (13) o jornalista Claudio Carsughi, comentarista das provas de F1, quase 60 anos de casa. O próprio jornalista, que também ficou marcado por comentários futebolísticos, confirmou a informação por meio do Twitter. Ele atuou na Pan entre 1957 e 1960, passou três anos na Bandeirantes e retornou em 1963, permanecendo até 2015.

Carsughi, 82, era figura constante nas transmissões de F1 veiculadas na emissora paulistana, desde o início da década de 1970, junto do ‘Barão’ Wilson Fittipaldi. Continuou comentando as corridas até o fim de 2013, quando a Pan abandonou a cobertura do Mundial.

Nascido em Arezzo em 13 de outubro de 1932, chegou ao Brasil em 1946 e fez carreira no jornalismo por aqui, embora nunca tenha perdido o sotaque e o jeito de italiano. Foi também um dos grandes nomes da história da revista automotiva ‘Quatro Rodas’.

Em entrevista ao ‘UOL Esporte’, Carsughi comentou que o esporte em geral vinha perdendo espaço dentro da reformulação pela qual a Pan vem passando. “Deixamos de fazer a F1. As nossas equipes raramente se fazem presentes nos estádios. Quando estão, só aqui em São Paulo. Mesmo assim, muitas vezes vai só um repórter, para não pagar o técnico”, disse.

“A rádio está passando por uma mudança de perfil. Ela assumiu uma postura de direita, que nunca tinha tido. Sempre se ouvia os dois lados. Hoje tem uma posição frontalmente contrária ao PT, à Dilma, ao Lula. Talvez com isso espere o retorno publicitário com empresas do mesmo perfil”, acrescentou.