escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de junho de 2014, 13h27

Rui Falcão: “Mídia golpeia, falseia, manipula e distorce para derrotar o PT”

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, primeiro a discursar na convenção nacional do PT, enfatizou neste sábado (21) críticas à imprensa, defendeu a regulação da mídia e atacou opositores da "direita", a quem chamou de "neoliberais da herança maldita".

Da Folha

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, primeiro a discursar na convenção nacional do PT, enfatizou neste sábado (21) críticas à imprensa, defendeu a regulação da mídia e atacou opositores da “direita”, a quem chamou de “neoliberais da herança maldita”.

Disse que enfrentaram um “ataque feroz dos que desejam o retorno ao passado” e que a ofensiva agora aumentou. “Juntaram-se em bloco à direita de sempre, hostil e truculenta, os neoliberais da herança maldita (…) e no papel de porta-voz o oligopólio da mídia, que golpeia, falseia, manipula, distorce, censura e suprime fatos no intento de nos derrotar”.

A convenção marcará o lançamento da candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff ao Planalto. Num evento com ares “high-tech” —telão de LED, sistema de som sofisticado e trilha sonora épica—, candidatos aos governos estaduais e a própria Dilma foram apresentados como “construtores do futuro”.

Durante o discurso do presidente do PT, a plateia, majoritariamente composta de militantes, entoou cantos de “mídia fascista, sensacionalista”. A militância também criticou a TV Globo, com gritos de “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo”.

Falcão classificou a imprensa de “arautos do pessimismo, do fracasso, do mau-humor”. Disse também que “[eles] jogam na torcida do contra, do quanto pior melhor, esperando ganhar votos com a desinformação a expectativa de notícias negativas”.

O presidente do PT disse ainda que o partido mostrará durante a campanha de Dilma Rousseff “tudo que fizemos” e que a legenda insistirá em confrontar os dois projetos de país.

“Como temos dito no PT e é sempre bom repetir: já vencemos o medo com a esperança. Agora, vamos renovar as esperanças do povo para vencer o ódio, o rancor, o preconceito, o racismo, a violência, o machismo, a homofobia, o fundamentalismo. Vamos derrotar novamente os que se escudam nestas posturas discriminatórias por não se conformarem com a perda de privilégios acumulados e com a participação da cidadania nas decisões do País”, disse.

Falcão falou também da reforma política e pediu à plateia que tragam de volta “o entusiasmo e a paixão da campanha de 1989.”

MUDANÇA

Segundo auxiliares de Dilma, o tom do discurso da presidente será de “mudança com continuidade”, sob o argumento de que a transformação começou em 2003.

As realizações dos últimos quatro anos devem ser exaltadas, sempre inserindo o período no contexto dos “12 anos petistas”, sem quebrar o elo com Lula.

O PT irá argumentar que a mudança defendida pelos principais candidatos de oposição, o senador Aécio Neves (PSDB) e o ex-governador Eduardo Campos (PSB), representa retrocesso, com ameaça a programas sociais e ao valor do salário mínimo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum