Segunda Tela

23 de junho de 2016, 18h10

Propaganda acusada de machismo ganha Leão de Bronze em Cannes e gera revolta na internet

As frases da peça publicitária da Aspirina remeteriam, de acordo com internautas, a uma situação em que o homem estaria mentindo para a mulher ao afirmar que, por exemplo, não está “gravando isso” – dando a entender que se trata de uma gravação poderia gerar um “revenge porn”

Por Redação

A campanha da marca da Aspirina, da Bayer, está causando revolta nas redes sociais. A propaganda criada pela agência AlmapBBDO para a Aspirina e para a versão do comprimido com cafeína CafiAspirina usa três frases que são compostas por duas cores que supostamente se contrapõe.

A cor verde é usada para uma frase que traz “dor de cabeça” e automaticamente remeteria a Aspirina, a cor vermelha contraria a primeira frase para remeter a CafiAspirina.

A propaganda ganhou o Leão de Bronze no Festival de Cannes deste ano, uma das maiores premiações dadas para a indústria publicitária. As frases são:

– “Relaxa, até parece que estou gravando isso”.MP3

– “Calma amor, não estou filmando isso”.MOV

– “Tá tudo bem, não estou anotando nada”.DOC

Veja também:  Os desafios de comunicar em um mundo sem empatia

aspirina

aspirina2 aspirina3

Pelas redes sociais, internautas classificaram a propaganda como uma incitação ao machismo.

“Ei AlmapBBDO, é sério mesmo que vocês acharam que dizer em uma campanha publicitária, que compartilhar fotos e vídeos íntimos daria dor de cabeça e para RESOLVER esse incômodo seria só tomar uma Aspirina?”, escreveu uma usuária do Facebook em uma publicação que já tem mais de 400 compartilhamentos.

Confira algumas outras críticas:


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum