Stédile se junta à luta contra a privatização da Caixa: “Como que o Bolsonaro quer vender um patrimônio que é do povo?”

O líder do MST ainda defendeu a retomada do auxílio emergencial em fevereiro

O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, gravou um vídeo de solidariedade à luta dos trabalhadores da Caixa Econômica Federal nesta terça-feira (12) em razão da mobilização em defesa do banco público realizada pelos bancários no dia em que a estatal completa 160 anos.

“A Caixa é o único banco público do Brasil. Se é público, é do povo. Portanto, nenhum governante tem o direito – e não deve ter a ousadia – de querer vendê-la. É como se um vizinho nosso quisesse vender a nossa casa. Como que o governo Bolsonaro quer vender um patrimônio que é do povo e não é dele?”, declarou Stédile.

“Queremos aqui, em nome dos militantes do MST e de todos os movimentos populares, da Frente Brasil Popular, nos somarmos aos esforços dos servidores e de todas as entidades da sociedade brasileira para dizer em alto e em bom som que nós somos solidários e estaremos na juntos na luta em defesa da Caixa. A Caixa é do povo brasileiro, não dos governos”, completou.

O líder social ainda mandou uma mensagem de agradecimento aos servidores da Caixa pelo atendimento prestado à população, citando o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o auxílio emergencial.

Nesse sentido, Stédile ainda defende o retorno do benefício, que foi encerrado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro em dezembro. “Conclamo para que todos nós, todas a entidades e movimento sindical, retomemos essa luta para que em fevereiro, quando se instale a nova legislatura da Câmara, possamos voltar a aprovar o auxílio emergencial de R$ 600 para cada trabalhadores desempregado e impossibilitado de trabalhar”, pediu.

Mobilização

Para marcar o aniversário da Caixa, os empregados do banco 100% público do país organizaram uma série de medidas em defesa da instituição, que enfrenta a possibilidade de ser privatizada pelo atual governo mesmo sendo essencial aos brasileiros, especialmente nesta crise econômica sem precedentes.

“Principal operadora das políticas públicas federais, a Caixa Econômica está presente em 97% dos 5.570 municípios para que as ações sociais cheguem a quem mais precisa”, ressaltou o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), Sergio Takemoto.

Assista:

Divulgação
Avatar de Sindicato Popular

Sindicato Popular

O blog é uma parceria da Fórum com o Sindipetro-NF (Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense). Traz artigos e análises de temas de interesse dos trabalhadores.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR