Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de janeiro de 2020, 15h08

Advocacia-Geral da União se manifesta contra feriado da Consciência Negra em São Paulo

A AGU é comandada pelo pastor presbiteriano André Mendonça, que foi alçado ao cargo por Jair Bolsonaro e é um dos postulantes à vaga de "ministro terrivelmente evangélico" no Supremo Tribunal Federal

Bolsonaro e o advogado-geral da União, André Mendonça (Agência Brasil)

A Advocacia Geral da União (AGU) se manifestou contra a possibilidade de estados e municípios declararem feriado o Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro. O parecer, enviado no final de dezembro, é uma resposta ao pedido de constitucionalidade do mesmo feriado.

Segundo a AGU, decretar essas datas mexe com as relações de trabalho e legislar sobre direito trabalhista é dever exclusivo da União. Portanto, apenas o Congresso e o governo federal deveriam estabelecer datas de feriado.

O parecer foi dado diante de uma ação da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM) que pede constitucionalidade do feriado da Consciência Negra em São Paulo.

A AGU é comandada pelo pastor presbiteriano André Mendonça, que foi alçado ao cargo por Jair Bolsonaro e é um dos postulantes à vaga de “ministro terrivelmente evangélico” no Supremo Tribunal Federal (STF).

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum