Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de julho de 2019, 22h37

Alexandre Garcia, porta-voz da ditadura, corrobora com homenagem do Exército a nazista alemão

Exército brasileiro prestou uma homenagem ao major alemão Otto Maximilian von Westernhagen, que lutou no exército nazista na Segunda Guerra Mundial e morreu assassinado por uma guerrilha de esquerda, anos depois, no Brasil; "Assassinos ficaram impunes e anistiados", escreveu o jornalista

Bolsonaro e Alexandre Garcia (Reprodução)

O jornalista Alexandre Garcia, conhecido por seu saudosismo como relação ao período da ditadura militar brasileira, demonstrou nesta segunda-feira (1) seu apreço não só pelos militares, mas também pelos nazistas.

Pelo Twitter, Garcia corroborou com a homenagem feita pelo Exército Brasileiro ao major alemão Eduard Ernest Thilo Otto Maximilian von Westernhagen. O militar integrava o exército nazista na Segunda Guerra Mundial e veio ao Brasil em 1966 para participar de um curso do a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), sendo assassinado em 1968 pelo Comando de Libertação Nacional (Colina), uma guerrilha de esquerda que lutava contra a ditadura militar.

“Assassinos ficaram impunes e anistiados”, escreveu o jornalista como resposta ao tuíte do Exército sobre a homenagem.

Garcia, que se desligou da Globo no final de 2018 e passou a circular entre a cúpula do governo de Jair Bolsonaro, começou sua carreira como porta-voz do último presidente da ditadura no Brasil, João Batista Figueiredo.

O seu comentário na postagem de homenagem do Exército ao major nazista gerou revolta entre internautas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum