sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Atingidos farão marcha de 300 km para marcar um ano do crime da Vale em Brumadinho

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) vai realizar a “Marcha dos Atingidos: 1 ano do crime da Vale em Brumadinho”. Segundo os organizadores, mais de 350 atingidos e atingidas percorrerão cerca de 300 quilômetros em caravana.

O ato vai começar no dia 20 de janeiro, em Belo Horizonte, e se encerrará em Brumadinho, no dia 25, quando se completa um ano desde o desastre de 2019.

Segundo a programação, os atingidos passarão pelas cidades de Pompéu, Citrolândia e Betim, até chegar em Brumadinho. Estão previstas atividades como debates, seminários, atos públicos e culturais. No dia 24 está confirmada a participação do ex-presidente Lula, na cidade de Betim.

De acordo com o MAB, o objetivo da marcha é “dar visibilidade e legitimidade nacional e internacional à luta dos atingidos e atingidas por barragens diante dos dois crimes da Vale; fortalecer a unidade e organização estadual e nacional entre atingidos na luta e resistência pelos seus direitos e na construção de um novo projeto energético popular; denunciar os crimes e o tratamento que as empresas privadas vêm fazendo sobre a sociedade brasileira especialmente aos atingidos por barragens; e reconhecer os atingidos e atingidas como defensores dos Direitos Humanos”.

Saiba mais sobre a marcha na página do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) no Facebook.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.