#Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de outubro de 2019, 14h08

Bolsonaro conspira sobre óleo no Nordeste e diz que pode ter sido “ato crimininoso” proposital

O presidente alega que vazamento pode ter sido provocado intencionalmente para prejudicar megaleilão de petróleo

Foto: Adema/Governo do Sergipe/Divulgação

Em nova teoria da conspiração, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta sexta-feira (18) que o vazamento de óleo que atinge mais de 100 praias do Nordeste desde setembro pode ter sido cometido intencionalmente com o objetivo de prejudicar o megaleilão de petróleo da cessão onerosa que será realizado em novembro.

“Coincidência ou não, nós temos um leilão da cessão onerosa. Eu me pergunto, a gente tem que ter muita responsabilidade no que fala: poderia ser uma ação criminosa para prejudicar esse leilão? É uma pergunta que está no ar”, disse o presidente em vídeo transmitido ao vivo no Facebook ao lado do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e oficiais da Marinha.

“Nós estamos cientes da nossa responsabilidade, as Forças Armadas e demais órgãos do governo estão fazendo a sua parte”, acrescentou. As áreas em oferta no leilão da cessão onerosa correspondem à maior rodada de licitações de petróleo da história. As áreas somam juntas um bônus de cerca de 106,5 bilhões de reais.

Essa já é a segunda teoria pouco provável de Bolsonaro sobre a origem do petróleo. Na quinta-feira (17), durante sua live semanal no Facebook, o presidente voltou a repetir o óleo seria de origem venezuelana. Na quinta-feira, o Ibama confirmou que o óleo é venezuelano, mas ressaltou que isso não significa necessariamente que a Venezuela seja a responsável pelo vazamento.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum