Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de fevereiro de 2020, 23h04

Brumadinho: Ex-presidente da Vale e 15 executivos da mineradora viram réus

Eles são acusados de homicídio doloso duplamente qualificado e crimes ambientais

A barragem de Brumadinho rompeu no dia 25 de janeiro de 2019 (Foto: Ricardo Stuckert)

A Justiça de Minas acatou hoje denúncia do MP contra o ex-presidente da Vale, Fábio Schvartsman, onze executivos da empresa e cinco funcionários da Tüv Süd. Eles são acusados de homicídio doloso duplamente qualificado e crimes ambientais pelo rompimento da barragem de Brumadinho.

O rompimento levou à morte de 270 pessoas e 11 ainda não foram encontradas.

Com a aceitação da denúncia, os 16 executivos viram réus. O MP disse que “ficou demonstrada a existência de uma promíscua relação entre as duas corporações denunciadas, no sentido de esconder do poder público, sociedade, acionistas e investidores a inaceitável situação de segurança de várias barragens de mineração mantidas pela Vale”.

Foi configurado o homicídio duplamente qualificado devido ao fato dos crimes terem sido “praticados através de meio que resultou perigo comum, já que um número indeterminado de pessoas foi exposto ao risco de ser atingido pelo violento fluxo de lama”. Também “concluiu-se que os crimes foram praticados mediante recurso que impossibilitou ou dificultou a defesa das vítimas”. O Promotor do caso disse, a respeito do ex-presidente da Vale, ter volume substancial de provas de que Schvartsman sabia do problema da estrutura e não tomou medidas necessárias..necessárias. Segundo ele, o ex-presidente “manteve incentivos corporativos para maquiar problemas corporativos” da Vale e “atuou diretamente para criar a falsa impressão de plena segurança das barragens”. Schvartsman, de acordo com as investigações, recebeu e-mails informando problemas na barragem. Foi apreendida uma mensagem anônima de 9 de janeiro de 2019 — 16 dias antes do desastre. O então presidente proibiu que problemas com estruturas chegassem à cúpula da Vale. Quem denunciou usou e-mail criptografado, com servidor na Alemanha.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum