Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de novembro de 2019, 11h22

Colégio Adventista de Belém aplica prova de português com perguntas sobre “homossexualismo”

Perguntas como “a pessoa nasce ou se torna homossexual?” e “homossexualismo tem perdão?” são algumas das 50 questões que aparecem na prova de português do 9º ano do colégio

“Homossexualismo tem perdão?”, questiona a prova do colégio Adventista (Foto: Reprodução/Instagram)

Um colégio Adventista de Belém, no Pará, aplicou a seus alunos do 9º ano uma prova de português que tinha, entre suas 50 questões dissertativas, perguntas sobre como a igreja evangélica avalia a homossexualidade, assim como formas de “evitá-la”. Denúncia foi feita pelo irmão de uma das alunas no Instagram, através de vídeos e fotos das questões.

“A pessoa nasce ou se torna homossexual?”, “a Bíblia condena a relação homossexual?”, “homossexualismo tem perdão?” e “como evitar o homossexualismo?” são algumas das perguntas que aparecem na prova.

De acordo com o maquiador Herisson Lopes, irmão de uma das alunas do 9º ano do colégio Adventista, os professores pediram a leitura do livro “De bem com você”, de Sueli Nunes Ferreira e Marcos de Benedicto, para responder a prova. Na obra, os autores abordam “cura gay” e explicam quais seriam as “causas do homossexualismo”.

“Existe ‘cura’? Discussões à parte sobre a propriedade da palavra ‘cura’, existe sim. A mudança pode ser demorada e difícil, mas acontece. O ideal é contar com a ajuda de um terapeuta. Mas a própria pessoa pode agir; desejar mudar; não se recriminar; não ficar racionalizando ‘eu sou desse jeito mesmo’; controlar os pensamentos”, diz um trecho do livro.

No Instagram, Herisson Lopes lamentou o teor da prova e disse que se preocupa com os efeitos de tal conteúdo preconceituoso na formação da turma. “Fico cada vez mais chocado como as escolas estão preocupadas em passar esse conhecimento para essa nova geração. Fico muito feliz pela reação de alguns, como a de minha irmã, mas triste que ainda sim terão colegas seus que acreditarão no que é passado através de seu professor”, escreveu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum