Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de janeiro de 2020, 23h06

Filho de lavradores entra em 1º no curso de Medicina da UFPI pelo sistema de cotas

Morador de assentamento em Pajeú do Piauí, Lucas de Oliveira Santos enfrentou dificuldades para conquistar seu objetivo: “Estudei dez horas por dia, abrindo mão do uso das redes sociais, encontro com amigos e eventos”

Lucas de Oliveira Santos - Foto: Ascom

Um exemplo da eficiência do sistema de cotas ocorreu no estado do Piauí. O estudante Lucas de Oliveira Santos, de 17 anos, conquistou o primeiro lugar para o curso de Medicina, na Universidade Federal do Piauí (UFPI). O rapaz é filho de lavradores da zona rural do município de Pajeú do Piauí, localizado a 412 km de Teresina, e residente no assentamento Lagoa do Mato.

Lucas faz questão de dizer que a Unidade Escolar Cipriano Vieira de Sá, onde terminou o Ensino Médio, foi essencial para superar os obstáculos e seguir nos estudos, de acordo com reportahem do site PiauíHoje.

“Desde muito cedo, tive dificuldades para estar presente à escola. Mesmo enfrentando sol, chuva ou até indo a pé para casa, não parei os estudos. O ponto mais próximo de internet fica a 12 km da minha casa, impossibilitando o fácil acesso à pesquisa, mas, com o apoio da escola consegui contornar todas as dificuldades”, relembra o rapaz.

“Este ano, ficamos imensamente felizes e orgulhosos com o aluno Lucas Santos. A aprovação já era esperada pelo seu histórico de Menção Honrosa e Medalhista na Obmep. Ele chegou até a 3ª etapa da Olimpíada de Física e sempre foi assíduo no Preparatório Enem via Canal Educação na escola”, revela Vanda Martins Soares Cronemberger, técnica administrativa na Unidade Escolar Cipriano Vieira de Sá.

Ela destaca, ainda, que os estudantes da unidade seguem com atividades que reforçam a preparação para o Enem. O resultado foram dez aprovações em 2020 nos cursos de Medicina, Ciências Biológicas, Administração, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil e Matemática.

“Nossa escola é igual à maioria das outras da rede estadual. Mas procuramos nos empenhar no comprometimento, dedicação e harmonia da comunidade escolar: professores, gestores, servidores, alunos e a família. Isso resulta nas premiações da Obmep e histórico de aprovações no Enem”, ressalta.

Rotina

Lucas criou uma rotina com o objetivo de melhorar seu desempenho. “Estudei dez horas por dia, abrindo mão do uso das redes sociais, encontro com amigos, eventos e não só nos períodos de aula, mas também nos feriados. Tudo isso em prol do sonho maior que é cursar Medicina na UFPI e, assim, conseguir no futuro dar uma melhor condição de vida aos meus pais”, afirma.

O rapaz acrescenta que o incentivo dos docentes foi fundamental. “Os professores sempre me incentivaram a participar de Olimpíadas e atividades extracurriculares. Graças a eles, conquistei premiações em três oportunidades com medalha e menção honrosa na Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). Essas conquistas são resultados do meu esforço e dedicação dos meus professores”, completa.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum