Fundação Leonel Brizola lança curso gratuito sobre “O povo brasileiro”, de Darcy Ribeiro

"A importância do curso é debater a grande pergunta de Darcy Ribeiro: por que o Brasil não deu certo?", explica o professor Henrique Matthiesen. Lançamento celebra os 98 anos do antropólogo

Em comemoração aos 98 anos do antropólogo e professor Darcy Ribeiro, a Fundação Leonel Brizola e o Centro de Memória Trabalhista (CMT) lançaram nesta segunda-feira (26) um curso gratuito e online sobre a obra “O povo brasileiro”, que completa 25 anos.

O primeiro ciclo será composto de quatro aulas com duração média de 20 minutos cada. Será disponibilizada uma aula por semana, toda segunda-feira, na plataforma da fundação. Ao todo, são 18 aulas previstas no curso, ministradas pelos professores Henrique Matthiesen, Wendel Pinheiro e Sergio Caldieri.

As quatro primeiras aulas abordam os seguintes módulos: Matriz tupi, Matriz lusitana, Matriz africana e Enfrentamento dos mundos. Temas como “o processo civilizatório”, “formação da classe dominante” e “classe, cor, preconceito” também serão abordados.

“Darcy Ribeiro levou 30 anos para escrever o Livro ‘O povo Brasileiro’, pois queria ter uma teoria que explicasse o Brasil. Ele começa a discutir as três matrizes, que forma o povo Brasileiro, Indígena, Europeia e africana e sua desconstrução étnica”, relata Matthiesen, em entrevista à Fórum.

“Esse índio, que não é mais índio, europeu que não é mais europeu, africano que não é mais africano, forma o povo brasileiro, um povo novo, uma nova humanidade, a nova Roma de Darcy Ribeiro”, completa. “A importância do curso é debater a grande pergunta de Darcy Ribeiro. Por que o Brasil não deu certo? Isso de certa forma explica muito dos retrocessos a quais estamos vivendo”, diz o professor.

De acordo com Matthiesen, um dos diferenciais do curso é analisar os principais pontos da obra de Darcy Ribeiro permitindo que o aluno responda ao questionamento a partir de seu próprio entendimento. “Darcy Ribeiro denuncia que a má educação que temos é um projeto de perpetuação de nossa classe dominante, no curso baseado no livro apontamos as razões disso”, completa.

Confira o cronograma completo

DatasAulas
126.10Matriz Tupi – Henrique Matthiesen
202.11Matriz Lusitana – Henrique Matthiesen
309.11Matriz Africana – Henrique Matthiesen
416.11Enfrentamento dos Mundos – Henrique Matthiesen
523.11Gestação Étnica – Henrique Matthiesen
630.11As Guerras do Brasil – Henrique Matthiesen
707.12O Processo Civilizatório – Henrique Matthiesen
814.12Formação da Classe Dominante – Henrique Matthiesen
925.01Assimilação e Segregação – Wendel Pinheiro
1001.02Classe, Cor, Preconceito – Wendel Pinheiro
1108.02A Urbanização Caótica – Wendel Pinheiro
1215.02Ordem Versus Progresso – Wendel Pinheiro
1322.02Brasil Crioulo – Sergio Caldieri
1401.03Brasil Caboclo – Sergio Caldieri
1508.03Brasil Sertanejo – Sergio Caldieri
1615.03Brasil Caipira – Sergio Caldieri
1722.03Brasil Sulino – Sergio Caldieri
18  27.03  Um Novo Gênero Humano, a Nova Roma de Darcy Ribeiro – Henrique Matthiesen
Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.