Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de outubro de 2019, 19h10

Gilmar solta casal Garotinho um dia depois de nova prisão

Os ex-governadores Antonhy Garotinho e Rosinha Matheus foram soltos um dia depois do Tribunal de Justiça negar habeas corpus

Foto: Tânia Rêgo/Agencia Brasil

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta quinta-feira (31) habeas corpus (HC) aos ex-governadores do Rio de Janeiro Antonhy Garotinho e Rosinha Matheus, presos na quarta. O Tribunal de Justiça do Rio havia negado o HC da defesa e determinado a prisão.

Gilmar, que estava em plantão judiciário, determinou que o casal cumpra medidas cautelares, ao invés da detenção. Entre elas estão: “Proibição de contato telefônico, pessoal ou por qualquer meio eletrônico e de transmissão de dados com as testemunhas e corréus, até o encerramento da instrução criminal; Proibição de sair do país sem a autorização e entrega dos passaportes; Comparecimento mensal ao Juízo”.

A última vez que o casal havia sido preso foi em setembro deste ano. A ação, deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e a Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), tinha como base a delação de dois executivos da Odebrecht na Lava Jato, que apontam a participação do casal em um esquema de superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos e a construtora.

A soltura dos dois foi determinada um dia depois, com a concessão de um habeas corpus por parte do juiz Siro Darlan, também em plantão.

Na quarta-feira, Garotinho afirmou que o casal é vítima de uma perseguição. “Olha, eu preciso saber quando essa perseguição vai terminar. Porque este ato, essa decisão tomada ontem, é completamente desprovida de qualquer fundamento”, afirmou o ex-governador na sede da Polícia Interestadual (Polinter), na Zona Norte do Rio.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum