Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de março de 2020, 20h49

Justiça condena agressores de Maju Coutinho por racismo

Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales usavam perfis falsos nas redes sociais para proferir injúrias contra a jornalista

Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou dois homens pelos crimes de racismo e injúria racial contra a apresentadora Maju Coutinho, da TV Globo. Outros dois envolvidos no caso foram absolvidos por falta de provas.

Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales usavam perfis falsos nas redes sociais para proferir injúrias contra a jornalista, sendo que dois menores de idade também foram envolvidos por eles nas agressões.

O juiz Eduardo Pereira dos Santos Júnior, da 5ª Vara Criminal, condenou Erico a seis anos de reclusão e Rogério a cinco anos em regime semiaberto, mais o pagamento de multa.

“A condenação dos autores dos ataques à Maju Coutinho, sobretudo do líder da gangue virtual de mais de dez mil membros, é uma demonstração de que a internet não é um oceano de impunidade por onde navegam racistas e outros criminosos virtuais. Mesmo os que se escondem atrás de nicknames e de perfis falsos (fakes), como no caso, podem ser alcançados pela polícia, pelo Ministério Público e pela Justiça Criminal”, disse Christiano Jorge Santos, um dos promotores do caso.

Kaique Batista e Luis Carlos Felix de Araújo também eram réus no caso, mas foram absolvidos sob justificativa de falta de provas. Os quatro foram denunciados em 2016 por injúrias que proferiam de forma coordenada desde 2014.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum