O que o brasileiro pensa?
31 de julho de 2020, 14h55

Madero terá de pagar R$ 15 mil a ex-funcionária acusada de furto e coagida a pedir demissão

Supervisor do restaurante acusou a trabalhadora de furtar dinheiro do caixa e a ameaçou com vídeo que nunca foi apresentado à Justiça

Foto: Guilherme Pupo

O restaurante Madero, do bolsonarista Júnior Durski, foi condenado pela Justiça a pagar R$ 15 mil a uma ex-funcionária da unidade de Ribeirão Preto (SP). A mulher foi acusada de furto, ameaçada e coagida pela própria empresa a pedir demissão.

De acordo com reportagem do UOL, a trabalhadora afirmou em depoimento que o supervisor do restaurante a acusou de furtar dinheiro do caixa e ameaçou com um vídeo do ato.

Ele teria dito que havia imagens do furto e que, se ela não pedisse demissão, ele chamaria a polícia, “vazaria” o vídeo e a demitiria por justa causa. As imagens, no entanto, nunca foram apresentadas à Justiça.

Com as ameaças, a mulher pediu demissão e o Madero não teria pago todas as suas verbas rescisórias.

A juíza responsável pelo caso, Dora Rosi Goes Sanches, da 2ª Vara do Trabalho de Ribeirão Preto, disse que o Madero foi contraditório nas respostas e não conseguiu comprovar a alegação de furto.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags