Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de janeiro de 2018, 18h19

Mais indígenas são “batizados” por pastores evangélicos no Mato Grosso

Fotos foram divulgadas pelo pastor da Igreja Universal, Samoel Maia; prática de doutrinação de indígenas, que fere a Constituição, revoltou internautas

Por Redação

Em setembro do ano passado, o batismo de 38 índios Xavantes no Mato Grosso pelo pastor evangélico Isac Santos gerou polêmica nas redes e rendeu até uma denúncia no Ministério Público contra o religioso por “genocídio cultural”. No último dia de 2017, um novo batismo promovido por um pastor evangélico em indígenas do Barra do Garças, também no Mato Grosso, reacendeu a revolta nas redes.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

As fotos mostrando a cerimônia foram divulgadas pelo pastor Samoel Maia, ligado à Igreja Universal do Ceará. Na legenda, ele afirma que 35 indígenas “se entregaram ao Senhor”. O pastor que aparece fazendo o batismo nas fotos não foi identificado.

A prática de “evangelizar” indígenas, comum no Brasil desde a chegada dos portugueses, é inconstitucional. Ao “doutrinar” índios, as missões “evangelizadoras” ferem o artigo 231 da Constituição Federal, segundo o qual deve ser resguardado o direito à organização social, os costumes, as línguas, as crenças e tradições e os direitos originários sobre as terras.

Na postagem do pastor que divulgou as fotos, a maior parte dos comentários são críticos à prática. Entre internautas acusando o pastor de “genocídio cultural” e “escravização” dos índios, muitos prometeram denunciar o religioso ao Ministério Público.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum