Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de agosto de 2019, 20h16

Milícia cobra “taxa de segurança” mensal de moradores em condomínio no Rio

A região atualmente está abalada por confrontos constantes e paramilitares encontraram caminho de expandir seu controle ilegal

Condomínio da Comunidade Residencial Aeronáutica. (Foto: Reprodução)

Milicianos estão cobrando taxa de R$ 30 por mês de moradores no Condomínio da Comunidade Residencial Aeronáutica, localizado na Praça Seca, no Rio de Janeiro. De acordo com moradores, criminosos vão de porta em porta fazer cobrança. População do bairro enfrenta há anos o controle armado dos milicianos.

Ao todo, são 656 apartamentos em 41 blocos habitados, em grande parte, por militares da reserva. A região atualmente está abalada por confrontos constantes e paramilitares encontraram caminho de expandir seu controle ilegal.

“Entraram nos prédios e bateram de porta em porta. Para quem não tinha o dinheiro na hora, disseram que voltariam no dia seguinte. Ficou todo mundo acuado e com medo do que pode acontecer”, contou um morador na última quarta-feira (14) em entrevista para O Globo. 

Após denúncias, ainda na quarta à noite, policiais militares do 18º BPM, em Jacarepaguá, estiveram no condomínio, mas os criminosos não foram encontrados. Segundo policiais civis, não houve denúncias à delegacia local, a 28ª DP, da Praça Seca, sobre a presença de milicianos no condomínio da Aeronáutica.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum