Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de setembro de 2019, 06h32

Morre criança de 8 anos baleada pela PM no Complexo do Alemão

Agatha Félix estava dentro de uma Kombi quando foi alvejada com um tiro de fuzil pelas costas; "Não é a família do governador ou do prefeito ou dos policiais que estão chorando, é a minha", disse o avô da menina

Interior da Kombi onde Agatha foi atingida coberto de sangue (Reprodução/Twitter)

A política de segurança pública do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fez mais uma vítima: Agatha Félix, criança de 8 anos que foi baleada na favela Fazendinha, do Complexo do Alemão, morreu na madrugada deste sábado (21).

De acordo com relatos de testemunhas, Agatha estava dentro de uma Kombi, indo para casa, quando foi atingida por um tiro que teria sido disparado por um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). O agente teria desconfiado de um motociclista e disparou, acertando, porém, a criança dentro do veículo. Ela chegou a ser socorrida no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte de Rio de Janeiro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

“Quem tem que dar informações é quem deu o tiro nela. Matou uma inocente, uma garota inteligente, estudiosa, obediente, de futuro. Cadê o policiais que fizeram isso? A voz deles é a arma. Não é a família do governador ou do prefeito ou dos policiais que estão chorando, é a minha. Amanhã eles vão pedir desculpas, mas isso não vai trazer minha neta de volta”, disse Ailton Félix, avô materno da criança, na porta do hospital.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que uma equipe de policiais da UPP Fazendinha foi atacada por criminosos por volta das 22h desta sexta-feira (20) e que os policiais revidaram, dando início a uma troca de tiros. A princípio, não teriam sido registradas vítimas, mas a corporação teria sido informada, horas depois, que uma criança deu entrada no Hospital Getúlio Vargas. A PM informa que abrirá um procedimento interno para apurar as circunstâncias do ocorrido.

Revolta

O assassinato da criança foi noticiado em primeira mão pelo Voz das Comunidades, veículo de moradores de favelas do Rio de Janeiro. Pelas redes sociais, moradores locais e ativistas expressaram revolta e levantaram a tag #ACulpaÉdoWitzel, em referência à política ostensiva de segurança do atual governador do Rio de Janeiro.

“ACABEI DE RECEBER A CONFIRMAÇÃO QUE A MENINA AGATHA VITÓRIA FELIX NÃO RESISTIU AOS FERIMENTOS E MORREU! NÃO PODEMOS ADMITIR QUE ISSO SEJA NORMAL, GENTE! CHEGAAAAAAAA!!! #VidasNegrasImportam #ACulpaEDoWitzel“, exclamou, pelo Twitter, o ativista Rene Silva.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum