Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de julho de 2018, 17h19

No MS, bebês Guarani-Kaiowá são tirados das mães e dados para adoção

Além dos constantes ataques e massacres, os índios Guarani-Kaiowá agora enfrentam outra ameaça no Mato Grosso do Sul: os bebês são tirados com poucos dias de vidas do colo de suas mães e levados para adoção

Além dos constantes ataques às suas terras e massacres, os índios Guarani-Kaiowá agora enfrentam outra ameaça no Mato Grosso do Sul: os bebês são tirados com poucos dias de vidas do colo de suas mães e levados para adoção, segundo reportagem do site The Intercept Brasil.

A violação foi denunciada durante a sexta edição da Kuñangue Aty, a grande assembleia das mulheres guarani-kaiowá. “Está virando lei agora tirar os indígenas e dar para os brancos?”, questionou Janete Alegre, anfitriã da assembleia em Amambai. O número de bebês indígenas em situação de acolhimento institucional aumentou: só em 2017, foram 50 crianças indígenas enviadas para abrigos.

A Vara da Infância alega maus tratos, abandono e problemas com álcool e drogas para justificar a separação de mães e filhos. “Reclamam que nossos filhos são sujos; mas claro, vivemos na terra, cozinhamos no fogo”, dizem as mulheres na carta final da assembleia. Elas querem que sejam encontradas alternativas para poder criar seus filhos nas aldeias, como seus antepassados.

Confira a íntegra da matéria no site do Intercept Brasil

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum