Fórumcast #20
26 de março de 2019, 22h26

“Nós vamos aí comer vocês”, diz desembargador a juízas, em vídeo com o sertanejo Leonardo

Após o vídeo vazar, Jaime Machado Junior se desculpou, disse que é “irreverente” e que se tratava de uma “brincadeira”

Foto: Reprodução/Vídeo

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina informou nesta terça-feira (26) que pedirá explicações a um desembargador, que gravou um vídeo com declarações de conotação sexual e machista para um grupo de juízas.

Na gravação, Jaime Machado Junior aparece ao lado do cantor sertanejo Leonardo. Após mencionar o nome de cinco juízas, ele mostra que está junto com o artista e diz: “Nós vamos aí comer vocês. Ele segura e eu como””. Em seguida, os dois dão risada. No vídeo, os nomes das juízas são omitidos.

Confira, abaixo, o vídeo obtido pelo site Congresso em Foco:

Após a gravação ter vazado, Machado postou outro vídeo, afirmando que se tratava de uma “brincadeira” com amigas juízas do município de Lages (SC).

“Esse vídeo foi para outra conotação. Primeiro, não publiquei o vídeo em lugar nenhum. Remeti para elas e alguém menos avisado lançou isso e caiu nas redes. Se eventualmente ofendi alguém ou se tiver outra interpretação, peço perdão. Quem me conhece sabe que sou irreverente, expansivo e que eu jamais faria uma coisa dessas de verdade. Na verdade, fiz de brincadeira com minhas amigas que pediram mensagem com o cantor”, declarou.

Veja também:  Novo arrependido: Aguinaldo Silva que defendeu Bolsonaro agora reclama de censura

Confira, abaixo, o outro vídeo, do pedido de desculpas, também obtido pelo site Congresso em Foco:

No início da noite, o desembargador divulgou uma nota por meio da assessoria do Tribunal de Justiça, na qual reconhece que errou.

Íntegra da nota:

Na tarde de hoje fui surpreendido com a veiculação de um vídeo em que apareço ao lado do cantor Leonardo, em um encontro entre amigos, no qual faço comentários dirigidos a algumas colegas magistradas, com as quais possuo laços de amizade já de muitos anos. Inicialmente, quero esclarecer que em nenhum momento tive a intenção de ofender, menosprezar e mesmo agredir as minhas colegas, nem as mulheres em geral.

Reconheço que as colocações foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade. Assumo os meus erros e com eles procuro aprender. Espero que este episódio sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira.

Cordialmente,

Jaime Machado Júnior, desembargador do TJSC

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Gleisi rebate Bolsonaro após ataque ao Bolsa Família: "Já deixou claro que não gosta de pobre"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum