Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de julho de 2018, 12h32

Preso por desviar milhões do SUS, médico era “militante anti-corrupção”

Erich Fonoff adotava discurso moralista nas redes sociais, em defensa da ética e a favor do impeachment de Dilma Rousseff, mas no dia a dia, segundo a PF, fazia parte de um esquema de fraudes no SUS

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Erich Fonoff, neurocirurgião do Hospital das Clínicas (SP), com especialização em Mal de Parkinson, foi um dos presos, em condução coercitiva, durante ação da Polícia Federal, que fez parte da Operação Dopamina, de acordo com o Pragmatismo Político. Segundo os investigadores, ele e outros médicos faziam parte de um esquema criminoso de desvio de recursos públicos para a compra de equipamentos médicos. A estimativa dos prejuízos aos cofres públicos chega a R$ 18 milhões.

 

 

 

Apesar disso, o médico virou um assíduo “militante anti-corrupção. Desde que a presidenta Dilma Rousseff foi eleita em 2014, ele passou a frequentar vários protestos pró-impeachment e, pelas redes sociais, pedia o “fim da corrupção”, pregando a prisão do ex-presidente Lula e espalhando boatos como de que o governo federal cortaria o Bolsa Família de quem não votasse em Dilma nas eleições de 2014.

As apurações indicaram que os pacientes com Mal de Parkinson eram orientados por Fonoff e pelo diretor administrativo do setor de neurocirurgia do hospital, Waldomiro Pazin, a procurarem a Justiça para conseguir marcapassos cerebrais. Por meio de decisões judiciais, o hospital adquiria equipamentos sem a necessidade de licitação, que custavam cerca de quatro vezes mais que o preço real.

A fraude funcionou de 2009 a 2014, nos governos do PSDB de José Serra e Geraldo Alckmin. No período foram feitas 154 cirurgias de implante para tratamento de Parkinson com recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) com ordem judicial. Não houve licitação para compra de marcapassos de maneira regular.

Com informações da Folha e Revista Brasileiros


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum