terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Rafael Dudamel, novo técnico do Atlético-MG, se desentendeu com aliados de Juan Guaidó na Venezuela

Rafael Dudamel assinou contato nesta quinta-feira (2) como treinador do Atlétic0 Mineiro após comandar a seleção da Venezuela desde 2016. Com marcas históricas à frente da “vinotinto”, o técnico se envolveu em um polêmica em março do ano passado, quando o líder opositor Juan Guaidó tentou “politizar” a seleção para o seu lado.

“Recebemos a visita do embaixador na Espanha de Guaidó e isso foi politizado de maneira lamentável. Atendemos os embaixadores do governo de Maduro e hoje recebemos Ecarri de maneira gentil e respeitosa. Mas infelizmente politizaram a visita e foi uma visita antiética e muito desrespeitosa, uma experiência desagradável utilizada de forma muito pobre”, declarou o treinador em coletiva de imprensa em março.

Dudamel ainda disse que estava colocando seu cargo à disposição diante da situação. “Nós vivemos em águas muito turvas porque estamos sendo muito politizados. Agora vou sentar para conversar, friamente, com os dirigentes, dentro da minha decisão e posição”, afirmou.

O técnico seguiu no comando do grupo, mas a relação com o comando da Federação Venezuelana de Futebol foi se deteriorando. Em sua carta de demissão ele cita a conturbada relação com a FVF como um dos motivos para deixar o posto antes do início das eliminatórias da Copa de 2022. A Venezuela nunca conseguiu se classificar para uma Copa do Mundo e em 2019 chegou à sua melhor posição na história do ranking da FIFA: 26ª colocação.

Entre os nomes cogitados para tentar buscar a classificação para a Copa do Qatar está o argentino Diego Maradona, que atualmente comanda o Gimnasia y Esgrima, da Argentina.

Rafael Dudamel: “He conversado con el vicepresidente de la FVF y he puesto mi cargo a disposición”** El estratega…

Publicado por SeleVinotinto em Sexta-feira, 22 de março de 2019

https://twitter.com/SeleVinotinto/status/1212774323146166280

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.