Trabalhadores da Latam em Guarulhos entram em greve após anúncio de demissão coletiva

Companhia demitiu 36 funcionários do setor de despacho das aeronaves. Área ficará sob responsabilidade de empresa terceirizada

Trabalhadores da Latam em Guarulhos decidiram, na noite da terça-feira (6), fazer uma paralisação após a companhia aérea anunciar a demissão coletiva de todo o setor do Despacho Operacional Técnico (DOT) do terminal. Os 36 funcionários demitidos pela companhia serão substituídos por uma empresa terceirizada.

Os funcionários do DOT atuam diretamente no pátio em apoio à operação das aeronaves. O setor é responsável por realizar o despacho da aeronave antes do voo, incluindo alterações no carregamento, organização do embarque de cargas e bagagens, restrição referente a carga perigosa, conferência de documentação, entre outros.

O presidente do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru), Rodrigo Maciel, afirmou ao jornal Estado de S.Paulo que funcionários vão tentar uma assembleia com a empresa nesta quarta-feira (7) para debater o tema.

Em nota, a Latam informou que toda a operação no aeroporto de Guarulhos realizada pela equipe de DOTs passará a ser feita pela Orbital. “Esta ação da empresa de terceirizar esses serviços junto a Orbital já vinha sendo implementada desde setembro de 2018. A Orbital foi contratada e assumiu toda a operação da Latam de rampa e limpeza, gestão de equipamentos de solo (GSE) e atendimento a clientes com bagagens perdidas ou danificadas”, disse a empresa.

Nas redes sociais, o deputado Alencar (PT-SP) compartilhou um vídeo que mostra o pátio do aeroporto de Guarulhos vazio nesta terça-feira (6), já por conta da greve dos DOTs. “Todo apoio aos aeroviários de Guarulhos, que estão em luta contra a @LATAM_BRA diante do anúncio da demissão coletiva no setor do Despacho Operacional Técnico (DOT), função vital que a empresa pretende terceirizar. Esse vídeo mostra o que aconteceu ontem no aeroporto de Guarulhos”, escreveu no Twitter.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR