Vale questionou sobre rota de fuga em novembro, afirma moradora de Brumadinho

“Nós perguntamos se existia risco de aquilo acontecer. Disseram que não, que era uma medida preventiva", relata a agricultora Soraia Aparecida Campos Nunes. Ela e a família perderam a horta que garantia sua subsistência

A agricultora Soraia Aparecida Campos Nunes, moradora do Parque das Cachoeiras, um bairro rural na cidade de Brumadinho, Minas Gerais, afirmou que técnicos da Vale visitaram a chácara onde ela mora em novembro do ano passado. Na ocasião, afirma Soraia, questionaram se ela e a família tinham uma rota de fuga caso a barragem rompesse.

“Nós perguntamos se existia risco de aquilo acontecer. Disseram que não, que era uma medida preventiva. Mas com certeza eles já sabiam”, acredita ela, que nesta quarta-feira (13) participou de reunião da comissão geral sobre a tragédia na Câmara dos Deputados.

Leia também: Parlamentares não entram em acordo sobre CPI para investigar Brumadinho

Soraia e a família, cuja casa fica em uma região alta, seguem morando no Parque das Cachoeiras, mas perderam a horta que garantia sua subsistência. Na sessão, a agricultora, membro do Sindicato Rural de Brumadinho e representante da Associação de Moradores do Parque das Cachoeiras, pediu que os deputados não permitam que a Vale saia impune.

Fórum procurou a assessoria de comunicação da Vale e questionou a empresa sobre o episódio relatado pela moradora. A empresa ainda não respondeu o contato.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 

Avatar de Mariana Branco

Mariana Branco

Jornalista formada pela UnB. Já trabalhou na cobertura de economia e política no Correio Braziliense e EBC. Especializada em Tradução. É repórter da Fórum na Sucursal de Brasília.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR