VÍDEO: Piloto evita sequestro de aeronave ao tentar pousar em batalhão da PM

Intenção dos criminosos era seguir para o presídio de Gericinó, em Bangu; houve luta corporal do piloto com sequestradores em pleno voo

O piloto Adonis Lopes, da Polícia Civil do Rio de Janeiro, conseguiu evitar o sequestro do helicóptero que comandava ao tentar pousar em um batalhão da Polícia Militar. De acordo com a polícia, dois passageiros contrataram um voo para Angra dos Reis, região turística da Costa Verde do Rio, neste domingo (19), com retorno previsto somente para esta segunda-feira.

Logo após a decolagem, os supostos passageiros renderam o piloto e o avisaram que ele deveria ir para o complexo de presídio de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Foi aí que o piloto resolveu fazer a manobra e tentar pousar no campo de futebol do batalhão.

Os criminosos agarraram o condutor e o comando. Em nota, a Polícia Civil confirmou a luta corporal e que, após alguns segundos, percebendo que o helicóptero cairia, os bandidos deixaram o piloto voltar a conduzir a aeronave.

Adonis afirmou em entrevista ao G1 que na meia hora de viagem até Bangu pôde pensar em um plano. “Para o presídio, eu não iria de jeito nenhum”, disse. O piloto ainda tentou demovê-los da invasão em Gericinó: “‘Isso não vai acabar bem, vão atirar no helicóptero’”, disse à dupla. Em vão. “Fica tranquilo, não vai acontecer”, respondeu um deles.

Ele, então, decidiu pousar no campo de futebol do 14º BPM (Bangu). Mas os criminosos perceberam.

“Eles pegaram os comandos, o sujeito de trás me deu uma gravata”, lembrou Adonis. O helicóptero voava desgovernado sobre o batalhão. “As manobras não foram propositais. Eu pensei que a aeronave fosse colidir com qualquer comando. O helicóptero é muito sensível. Eu a todo momento evitava bater”, descreveu.

Na luta, Adonis ainda tentou alertar os sequestradores do risco: “A gente vai cair, larga, solta, a gente vai morrer!”, recordou. “Não sei explicar, eles ficaram muito atônitos”, emendou.

Os bandidos desistiram do plano de descer na área de presídios de Bangu e mandaram o piloto seguir mesmo para a cidade vizinha, em Niterói, onde pularam do helicóptero em uma área de mata. Após a fuga cinematográfica, o piloto pousou no Grupamento de Aeromóvel da Polícia Militar, no município da Região Metropolitana.

Publicidade

A Polícia Civil do Rio de Janeiro reiterou que buscas foram realizadas em toda de mata para localizar os sequestradores. O caso foi registrado na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO).

Com informações do G1 e da Rádio Gauíba

Publicidade
Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR