Diretor da OMS diz que é possível acabar com a pandemia de Covid em 2022

Durante o Fórum Econômico de Davos, Michael Ryan, da OMS, cobrou que a vacinação avance em todo o mundo para encerrar o cenário pandêmico

Vacina contra a Covid 19 (Foto: Governo de SP/Divulgação)
Escrito en CORONAVÍRUS el

Michael Ryan, diretor-executivo do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), disse nesta terça-feira (18) que é possível acabar com a pandemia de Covid-19 ainda em 2022. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, havia sinalizado em mensagem de ano novo que o esforço coletivo poderia encerrar a crise sanitária global.

“Não vamos acabar com o vírus este ano, nunca vamos acabar com o vírus – o que podemos acabar é a emergência de saúde pública”, disse Ryan durante conferência virtual do Fórum Econômico Mundial de Davos. Para o diretor da OMS, acabar com essa situação de emergência representa o fim da pandemia.

"O que precisamos fazer é chegar a níveis baixos de incidência da doença com vacinação máxima de nossas populações onde ninguém tem que morrer. Esse é o fim da emergência, na minha opinião, é o fim da pandemia", explicou. “Sim, temos a chance de acabar com a emergência sanitária este ano”, reforçou o diretor da OMS.

Para alcançar essa meta, Ryan afirma que o objetivo principal agora deve ser aumentar drasticamente a taxa de vacinação na África. O continente africano possui menos de 10% da população com as duas doses da vacina contra o Sars-Cov-2 enquanto diversos países aplicam doses de reforço.

“O problema é que estamos deixando para trás enormes faixas do mundo… As vacinas são absolutamente centrais. Não há como sair agora da pandemia sem vacinas como o pilar estratégico central”, destacou.

O epidemiologista ainda explicou que o vírus vai continuar circulando, em um cenário de endemia, mas a vacinação será capaz de frear hospitalizações e mortes.