Jornais que formam consórcio do coronavírus publicam anúncio de meia página de médicos pró-cloroquina

Anúncio faz apelo a sociedade, imprensa e entidades pela aprovação do uso da hidroxicloroquina entre outros medicamentos não aprovados pela OMS contra o coronavírus

Vários jornais da chamada grande imprensa como O Globo e a Folha de S.Paulo, publicaram, nesta terça-feira (23), anúncio de meia página de um manifesto feito por médicos que apoiam o uso de “tratamento precoce” para a Covid-19.

O anúncio é assinado pela Associação Médicos pela Vida, com sede em Recife (PE). A Associação tem Antonio Jordão de Oliveira Neto como presidente, um notório defensor da cloroquina entre outros medicamentos não aprovados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no combate ao coronavírus.

O texto do anúncio faz um apelo “à sociedade brasileira, aos colegas médicos, aos órgãos de imprensa, aos Conselhos Regionais de Medicina e ao Conselho Federal de Medicina”, pela aplicação do que eles chamam da “correta combinação de medicamentos como a hidrixicloroquina, a invermecticina, a bromaxina”, entre outros medicamentos, conforme dito acima, não aprovados pela OMS.

A publicação do anúncio causa estranheza, pois tanto a Folha quanto O Globo fazem parte de um consórcio que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h. De acordo com os próprios veículos, a iniciativa foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

Além da Folha e do Globo, fazem parte do consórcio o Extra e o G1, que são do Grupo Globo, o UOL, que é do grupo Folha e O Estado de S. Paulo.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR