Nos EUA, diminui o número de pessoas que querem se vacinar contra a Covid

Apenas metade dos estadunidenses pretende recorrer a um possível imunizante

Um levantamento realizado pela CNN com o instituto SSRS revelado nesta terça-feira (6) mostra que o número de pessoas que estariam dispostas a se vacinar contra o novo coronavírus nos Estados Unidos tem diminuído desde maio.

Segundo os dados trazidos pela pesquisa, apenas 51% dos entrevistados na pesquisa disseram que tentariam se vacinar caso um imunizante contra a infecção pelo Sars-Cov-2 surgisse. 45% disseram que não tentariam e 4% não opinaram.

O percentual de pessoas que querem se vacinar é o mais baixo registrado. Em maio, no primeiro levantamento, eram 66%. Em agosto, houve uma queda para 56%.

Há diferenças quanto a orientação política dos entrevistados. Entre os que aprovam o presidente Donald Trump apenas 42% tentariam se vacinar, enquanto 59% dos que desaprovam afirmaram que buscariam a imunização. O levantamento foi feito entre 1º e 4 de outubro.

Trump

Trump comunicou na última sexta-feira (2) que havia contraído a doença. Ele ficou alguns dias internados, mas decidiu sair logo do hospital e pregou que as pessoas não devem ter medo do vírus. Nos EUA, 210 mil pessoas já morreram em decorrência da Covid-19.

Com informações da CNN Brasil

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.