Primeira-ministra da Nova Zelândia anuncia que país está há 24 horas sem casos novos de coronavírus

País é considerado um dos principais exemplos mundiais na contenção da pandemia, graças a medidas extremas de isolamento, que foram disciplinadamente respeitadas pela população

Sabe aquele dia que todos estão esperando, de poder dizer que a pandemia do coronavírus já está superada? Foi quase isso que aconteceu na Nova Zelândia nesta segunda-feira (4), quando a primeira-ministra Jacinda Ardern anunciou que o país não teve nenhum novo caso de pessoa infectada por covid-19 nas últimas 24 horas.

Mas, diferente do que se possa pensar, a líder neozelandesa seguiu com um discurso que passou longe do otimismo e do triunfalismo. Segundo ela, é preciso persistir nas medidas rígidas de isolamento social tomadas até agora, para poder erradicar de vez a doença, e somente então voltar à normalidade.

“Temos que continuar com o nosso trabalho, não podemos estragar tudo o que fizemos de bom até agora afrouxando nossas medidas, justamente quando nosso objetivo está tão próximo e ao nosso alcance”, disse Ardern em coletiva para canais de televisão do seu país.

A Nova Zelândia é considerada um dos melhores modelos mundiais na contenção da pandemia, graças a medidas extremas de isolamento – o chamado “lockdown”, com quase todas as pessoas em casa, exceto as pessoas que realizam trabalhos essenciais, e que também tiveram que adotar novos protocolos de segurança.

Outro fator importante para o sucesso neozelandês foi que as decisões do governo foram disciplinadamente respeitadas pela população.

Até o momento, o país já teve 1.487 infectados, dos quais 20 faleceram e 1.276 foram curados. Ainda há, portanto, 191 casos ativos, embora a primeira-ministra enfatize que “também podem haver casos assintomáticos que ainda não identificamos, e por isso, a meta agora, e até o fim deste mês, é manter as medidas que nos permitam superar de uma vez por todas esta pandemia”, apelou a líder neozelandesa.

O pedido de Jacinda Ardern ainda precisa ser aprovado pelo parlamento, onde há pedidos da oposição para que o isolamento seja menos rigoroso a partir das próximas semanas.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR