O que o brasileiro pensa?
07 de maio de 2020, 16h20

Primeiro dia de lockdown educativo no Pará não tem redução de movimento nas ruas

Até sábado, quem descumprir restrições será orientado e receberá máscara; a partir de domingo, porém, o descumprimento das restrições pode acarretar multa de R$ 150 para pessoa física e R$ 50 mil para pessoa jurídica

Foto: Reprodução/ TV Liberal/ via G1

Nesta quinta-feira (7) passou a valer o decreto de lockdown no Pará, inicialmente com caráter educativo. As ruas, porém, permaneceram cheias e a feira do Ver-o-Peso apresentou grande movimentação pela manhã.

A medida restringe o funcionamento de serviços apenas aos considerados essenciais e limita a circulação de pessoas pelos próximos dez dias, com o objetivo de conter a disseminação do coronavírus. O lockdown tem sido estudado por outros estados brasileiros, mas o Pará é um dos primeiros a aplicar a medida. São Luís, no Maranhão, e Fortaleza, no Ceará, também adotam restrições rígidas.

Até este sábado (9), a Secretaria de Segurança Pública determina uma política de fiscalização e orientação. Só deve sair de casa quem for buscar serviços como saúde, supermercado e farmácias, ou quem trabalha em algum serviço essencial. O uso de máscara nas ruas também é obrigatório.

Nos primeiros três dias, quem descumprir a medida será advertido por agentes de fiscalização sobre as novas medidas. Também está sendo feita a distribuição de máscaras.

A partir de domingo (10), porém, o descumprimento das restrições pode acarretar multa de R$ 150 para pessoa física e R$ 50 mil para pessoa jurídica. Serão montadas 30 barreiras em Belém, capital do estado, para realizar a fiscalização de quem circula nas ruas.

Também não são permitidas reuniões com pessoas que moram em locais diferentes e visitas a prédios e casa onde não se é residente.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum