O que o brasileiro pensa?
31 de julho de 2020, 07h55

Sob Bolsonaro, governo federal fica em penúltimo lugar em ranking de transparência sobre Covid-19

É a primeira vez que o governo federal é avaliado no levantamento, que está em sua terceira edição e inclui os todos os governos estaduais e as prefeituras das capitais

Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução

A tática militar de ocultar e manipular informações levada ao Palácio do Planalto por Jair Bolsonaro fez com o que governo federal figurasse na penúltima colocação – à frente apenas do governo de Roraima, comandado pelo bolsonarista Antonio Denarium, do PSL – no ranking de transparência em contratações emergenciais durante pandemia.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (31) pela Transparência Internacional, que diz que o motivo do mau desempenho é a falta de detalhamento das contratações emergenciais e o fato de os dados estarem espalhados por vários portais diferentes.

É a primeira vez que o governo federal é avaliado no levantamento, que está em sua terceira edição e inclui os todos os governos estaduais e as prefeituras das capitais.

A lista é liderada pelos governos do Ceará, Espírito Santo e Rondônia, que obtiveram 100 pontos – o máximo na escala -, seguidos de Alagoas, Amapá, Distrito Federal e Goiás.

Entre as cidades, João Pessoa (PB), Macapá (AP) e Vitória (ES) atingiram os 100 pontos e lideram o ranking, seguidas de Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO) e Rio Branco (AC).

A nota média dos estados aumentou de 59,5 pontos no primeiro levantamento, há dois meses, para 85,7 nesta edição. Entre as capitais, a média foi de 45,8 para 85,2 no mesmo período.

A Transparência Internacional avaliou que o principal portal de informações sobre coronavírus do governo federal mostra poucos detalhes sobre as contratações e não tem os dados em formato aberto, o que é considerado importante para a transparência porque permite o cruzamento com outras informações.

“Outros sites trazem apenas números agregados que, embora possam ser úteis para fins estatísticos e de pesquisa, não facilitam o acompanhamento de contratações individuais pelas organizações da sociedade civil, jornalistas e órgãos de controle. São exemplos disso o Painel de Compras COVID-19 do Portal de Compras do governo federal e o Painel Contratações Relacionadas à COVID-19 da Controladoria-Geral da União (CGU)”, afirma a análise.

Veja o ranking completo no site da Transparência Internacional


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum