“Temos uma CPI de sete pilantras”, ataca Bolsonaro; veja vídeo

“Lamentavelmente, o Supremo decidiu pela CPI e decidiu também que governadores estão desobrigados de comparecer à mesma. Querem apurar o quê? No tapetão não vão levar”, disse o presidente

O cerco está se fechando para Jair Bolsonaro. O presidente sentiu o golpe do mais novo escândalo em seu governo e, acusado de prevaricar no caso de corrupção que envolve a compra da Covaxin, atacou os integrantes da CPI do Genocídio, neste sábado (26).

Durante sua motociata, em Chapecó, Santa Catarina, ele disse: “Temos uma CPI de sete pilantras, que não querem investigar quem recebeu o dinheiro, apenas quem mandou o dinheiro”, afirmou, em referência a governadores.

Aparentemente desesperados, em consequência das denúncias cada vez mais graves contra o presidente, os bolsonaristas acusam os governadores de terem desviado verbas destinadas para o combate à pandemia da Covid-19.

STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, nesta quinta-feira (24), liminar dada pela ministra Rosa Weber, que impede a convocação de governadores para depor na CPI do Genocídio.

“Lamentavelmente, o Supremo decidiu pela CPI e decidiu também que governadores estão desobrigados de comparecer à mesma. Querem apurar o quê? No tapetão não vão levar”, acrescentou Bolsonaro.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR