Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de outubro de 2019, 19h02

Anitta ignora prisão de Rennan da Penha, mas lança bebida inspirada no Funk 150 BPM

A cantora se aproveita do sucesso do Funk 150 BPM mesmo não tendo uma grande relação com o ritmo e tendo ignorado a prisão de Rennan da Penha, principal expoente do gênero

Foto: Reprodução/Redes sociais

A cantora Anitta se lançou em mais um controverso episódio de marketing. A funkeira, que se apresentou no Rock in Rio no sábado, estreou um novo sabor da bebida Skol Beats chamado “150 BPM”, em referência ao ritmo de funk acelerado que tem ganhado a cena do estilo. No entanto, um dos principais nomes do gênero, o DJ Rennan da Penha, segue preso injustamente desde março e Anitta sequer comentou o caso.

Ao anunciar a bebida nas redes, Anitta disse que deixa a pessoa “muito festejante”, já que tem 13,9% de álcool – o dobro da Beats convencional. Com o lançamento a cantora se aproveita do sucesso do Funk 150 BPM mesmo não tendo uma grande relação com o ritmo, popularizado por Rennan da Penha e seu Baile da Gaiola.

O DJ foi preso em abril acusado de suposta associação ao tráfico em uma alegação que envolvia a realização do Baile, pioneiro no gênero “acelerado”. A defesa alega que a condenação do músico é uma forma de criminalização da cultura popular e que ele havia sido absolvido inicialmente, antes da segunda instância mandar prendê-lo. No último mês, Rennan foi indicado ao Grammy Latino.

O músico foi muito lembrado no Rock in Rio, onde diversos artistas pediram a liberdade do DJ em diferentes palcos do festival. O cantor Emicida foi o único que lembrou de Rennan durante apresentação no palco Mundo, o principal. Anitta, que fez sua performance no mesmo local, “esqueceu” do criador do Baile da Gaiola.

DJ Rennan da Penha


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum