Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de maio de 2019, 11h40

Aparece o primeiro personagem gay da Marvel em ‘ Vingadores: Ultimato’

Nenhum dos 22 filmes da franquia Vingadores, em 11 anos, incluiu um personagem principal que é LGBTQ

Foto: Divulgação

A Marvel apresentou seu primeiro personagem LGBTQ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Queers) no recente filme ‘Vingadores: Ultimato’.

É o homem enlutado que integra o grupo de apoio liderado por Steve Rogers, o Capitão América. Com uma pequena aparição, o personagem fala de quando perdeu seu parceiro após o estalo de Thanos e sobre como algum tempo depois ele saiu para um encontro com outro homem, no qual choraram a morte dos que se foram.

O diretor Joe Russo é quem interpreta o personagem. “É um momento perfeito, porque uma das coisas que são mais atrativas para o universo Marvel é seu foco na diversidade”, disse Russo em entrevista à revista Deadline. “Era importante para nós, como fizemos quatro desses filmes, que existisse um personagem gay em algum deles. Sentimos que era importante que um de nós o representasse, para garantir a integridade e mostrar que é tão importante para os cineastas que um de nós tenha representado isso. É um momento perfeito, porque uma das coisas que precisa ser convincente sobre o Universo Marvel é o seu foco na diversidade.”

Nenhum dos 22 filmes da franquia Vingadores, em 11 anos, incluiu um personagem principal que é LGBTQ.

“Eu acho que é muito revelador que os irmãos Russo (os diretores Anthony e Joe Russo) tenham feito tanto alarde sobre a inclusão de um personagem abertamente gay”, disse Philip Ellis, um jornalista da cultura pop de Birmingham, ao programa Newsbeat da BBC. “Se eles não tivessem dito nada sobre isso, aquela cena poderia ter sido vista como uma agradável surpresa, mas como eles fizeram tanto alarde, ela deixou bastante a desejar.”

A cena também desapontou outra jornalista, Gabriella Geisinger, que escreve sobre filmes para o jornal inglês The Daily Express.

“Não tinha aquele letreiro de neon para chamar a atenção, o que de certa forma é bom e normaliza isso.” Mas, por outro lado, segundo ela, “a cena passa tão batida que não mostra o quão significativa é”, disse.

Com informações do G1

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum