Arismar do Espírito Santo está de disco novo: “Cataia, da folha ao chá”. Ouça aqui

O autor define o álbum como “uma infusão sonora que homenageia o ideário rico em sotaques melódicos e humores do vivencial caiçara de São Paulo e do Paraná”

Cataia é uma planta nativa da Mata Atlântica, em especial do Vale do Ribeira, litoral sul do Estado de S. Paulo, sendo sua folha de uso medicinal é também usada para o preparo de uma cachaça, conhecida por “uísque caiçara”. 

“Cataia, da folha ao chá” é o nome do novo álbum do multi-instrumentista e compositor Arismar do Espírito Santos, que ele define como “uma infusão sonora que homenageia o ideário rico em sotaques melódicos e humores do vivencial caiçara de São Paulo e do Paraná, em composições marcadas pelo sotaque musical dos boas praças”.

O disco acaba de chegar às plataformas digitais. Nele, Arismar toca piano, violão e canta, acompanhado por Glauco Solter (baixo) e Mauro Martins (bateria). O repertório é formado por Cataia, Pitaia, Tereza, Seu Hélio, Célia, Papagaio, Chegança, 10 Passitos, Pra Lea, Caindo em Si e Pico Alto, todos temas de Arismar.

Arismar do Espírito Santo

 Arismar do Espírito Santo é um músico completo, consagrado no meio musical e referência em vários instrumentos. Traz para suas composições e interpretações as linguagens desenvolvidas na bateria, no contrabaixo, no piano, na guitarra e no violão 7 cordas. Recebeu o Prêmio Sharp de Música e foi eleito um dos 10 melhores guitarristas/violonistas do Brasil (Revista Guitar Player).

 Arismar assina e dirige vários projetos como Alegria nos Dedos, Cordas à Solta, Alô Bateria, Canção sem Fronteiras, Encontro Brasileiro do Acordeon, e outros. Em sua discografia estão, pelo selo Maritaca, “Arismar do Espírito Santo: 10 anos”, “Estação Brasil”, “Foto do Satélite”, Alegria nos Dedos, Roupa na Corda, Roda Gingante e Flor de Sal; “Uma porção de Marias” (Biscoito Fino); “Essa Maré” (Rob Digital); “América” (Lua Music); “Glow” (Universal); “Cape Horn” (independente); além de participar como solista em inúmeros outros CDs.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR