Boulos compartilha samba denúncia contra presidente genocida. Ouça aqui

A letra diz: “Foi ele, ele sim, que diante das mortes sorriu, dizimou os sonhos de 300 mil, transformou em cemitério o Brasil”.

O líder do MTST, Guilherme Boulos (PSOL-SP), compartilhou em suas redes sociais o vídeo clipe do samba-denúncia contra o presidente genocida.

O clipe mostra uma sucessão de enterros e parentes enlutados.

A canção, escrita por Emílio Boechat e interpretada pela cantora Mariana Mayor, diz na letra:

Foi ele, ele sim,

que diante das mortes sorriu,

dizimou os sonhos de 300 mil,

transformou em cemitério o Brasil

Foi ele, ele sim,

sabotou a vacina,

ignorou a medicina

e vendeu cloroquina como se fosse cura,

chamou o nosso luto de frescura,

Foi ele, ele sim

Minimizou a pandemia,

mandou o povo pra rua

na falsa dicotomia

entre vida e economia

Foi ele, ele sim

Liberou armamento

e muita munição

enquanto disparavam

mortes e faltava caixão

Mas não, se hoje somos párias,

líderes em mortes,

ameaça sanitária,

não foi por mera sorte, nem azar,

Foi ele, ele sim, que há de pagar

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.