sábado, 19 set 2020
Publicidade

Diretor que viu carreira desabar após apoiar Bolsonaro é convidado pelo governo “para reconstruir a cultura nacional”

O choro do diretor de teatro Roberto Alvim, aquele que viu sua carreira desabar por ter apoiado a campanha do presidente Jair Bolsonaro, parece ter dado certo. O diretor anunciou, através de sua conta do Facebook, nesta quinta-feira (13) que recebeu uma ligação do presidente Jair Bolsonaro.

“Darei em breve mais notícias sobre as coisas BELAS e IMENSAS que essa conversa vai gerar!”, exclamou, sem revelar do que se tratava.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Na manhã desta sexta-feira, Alvim avisou em outra postagem que foi chamado por Osmar Terra, ministro da Cidadania, cujo ministério encampou o ministério da Cultura, que foi extinto por Bolsonaro: “estou indo pra Brasília semana que vem pra começarmos a organização de algo que pretende reconstruir a cultura nacional”.

Na mesma postagem, o diretor compartilha manchete da Fórum sobre o assunto de maneira crítica: “essa chamada abaixo da Revista Fórum é uma mostra asquerosa desse combate…”.

O diretor conta, em entrevista, que era de esquerda, amigo de Chico Buarque, entre outros e, depois que resolveu apoiar Bolsonaro, afirma que a classe teatral lhe deu as costas.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.