Documentário sobre participação das mulheres na política brasileira será filmado em Brasília

“Me farei ouvir” é um projeto independente, produzido por mulheres de Brasília e está em fase de pré-produção, com financiamento coletivo

Com o objetivo de discutir a presença feminina na política, o documentário “Me farei ouvir”, realizado de maneira totalmente independente e somente por mulheres de Brasília, está em fase de pré-produção, com financiamento coletivo via plataforma Catarse, ocorrendo até o dia 12 de agosto.

O orçamento para o filme está estipulado em R$ 87 mil em modalidade tudo ou nada. Isso significa que, se o valor não for alcançado, todos os recursos doados serão devolvidos aos respectivos doadores.

Além do filme, a meta será estendida para produção, elaboração gráfica e de conteúdo, publicação e distribuição da cartilha “Manual da Mulher Candidata”. Trata-se de um material que ensinará o passo a passo burocrático para que mais mulheres possam se candidatar.

Campanha Me Farei Ouvir from Me Farei Ouvir on Vimeo.

Cenário desfavorável

Apesar de existir uma lei há mais de 20 anos, que obriga os partidos políticos a seguirem uma cota mínima de candidatas às eleições de Assembleias e Câmaras do Legislativo, o cenário nesse sentido ainda não é favorável.

Em 2018, essa cota foi de 30% de candidaturas e, pela primeira vez, de 30% do financiamento público de campanha para elas. Ainda assim, as eleitas representam apenas 15% na Câmara dos Deputados e em Assembleias estaduais.

Em candidaturas que não entram na cota eleitoral, como ao Senado Federal e ao Executivo, a presença feminina é ainda menor. Algo injustificável, uma vez que mulheres são 50% da população brasileira, responsáveis por 40% dos lares, segundo o IBGE, e 30% entre os candidatos.

Afinal, por que elas não conseguem ampliar a presença na política para além dos 15%?

Realizadoras

Entre as realizadoras do projeto, Bianca Novais e Flora Egécia, do Estúdio Cajuína, carregam no currículo a realização de um financiamento coletivo de sucesso para o filme “Das Raízes às Pontas” (2015), vencedor do júri popular do 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Além delas, Dandara Lima e Bárbara Rodarte, da Düo Photo.Project, trazem a experiência de atuação em campanhas políticas desde 2012.

 

 

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.