Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de fevereiro de 2019, 11h10

Frevo do Unidos do Laranjal: “Queiroz, Queiroz, Queiroz/Arruma dinheiro pra nós”. Ouça aqui

O roteiro do cortejo já está traçado: “A ideia é sair do beco do Twitter, descer a ladeira do Youtube e alcançar o largo do Instagram”

Foto: Reprodução

O Coletivo Bloco Cibérnetico Unidos do Laranjal, de Aracaju, em parceria com compositores e artistas sergipanos e a nata do frevo de Pernambuco, acaba de lançar nas redes o clipe do frevo “Cadê Queiroz”.

Em texto para apresentar a composição, o editor de Cultura do Jornal do Dia, Ryan Santos, diz que “o sumido Queiroz, por exemplo, pode até driblar o Ministério Público, escorado na força da grana, fruto das relações pouco republicanas mantidas com a família Bolsonaro, como fez até agora, impunemente. Mas não será poupado pela fuzarca. Henrique Teles (Maria Scombona), Julio Andrade (The Baggios) e Alex Sant’Anna, três compositores da língua grande, botaram o amigo do presidente na roda, sem um pingo de dó”, escreve.

O texto afirma ainda que, segundo o compositor Henrique Teles, o roteiro do cortejo já está traçado. “A ideia é sair do beco do Twitter, descer a ladeira do Youtube e alcançar o largo do Instagram”. O clipe dirigido por Werden Tavares, um grito de Carnaval, será jogado na rede ainda hoje, cobrando a uns e outros com muito bom humor, lavando a alma do populacho.

Veja a letra abaixo:

Cadê Queiroz?

Quem late, só late
não ache
que é sempre o mais feroz

A arte que é nosso estandarte
Aumenta a nossa voz

Aí, aí, aí, aí como é bom ter amigo na praça
Que banca a mesada-laranja, a Michele e a cachaça

Cadê Queiroz?
Cadê Queiroz?
Cadê Queiroz?
Cadê Queiroz?

Queiroz, Queiroz, Queiroz
Arruma dinheiro pra nós.

credits

released February 19, 2019
Alex Sant’Anna, Henrique Teles, Júlio Andrade

license

all rights reserved


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum