Fórumcast #20
19 de julho de 2019, 16h04

Guitarrista Victor Biglione toca rock clássico em novo CD solo

Com participação especial de Andy Summers (The Police), disco traz também composições autorais

Foto: Nando Chagas/Divulgação

Referência internacional no instrumento e artista mais do que consagrado, o guitarrista Victor Biglione lança seu novo CD, “Classic Rocks from Brazil”, realçando sua paixão pela verve roqueira, sempre com forte presença em mais de três décadas de carreira, com feitos surpreendentes – o músico já tocou e gravou dois CDs com Andy Summers (The Police), além de gravar e tocar com Steve Hackett (Gênesis), Jon Hiseman (Colosseum), Jon Robinson (Eric Clapton), Andreas kisser (Sepultura), Som Imaginário, A Cor do Som, Steve Tavaglione (Roger Waters), dentre muitos outros.

Reunindo recentes gravações feitas nos intervalos de suas inúmeras atividades musicais, o novo disco traz peculiares releituras e tributos aos mais importantes artistas de uma época considerada de ouro para o rock internacional.

A viagem clássica começa com “Oh well” (Fleetwood Mac), na qual o guitarrista faz menção a “Quadrant”, do baterista Billy Cobham. Dos The Rolling Stones, “Stray Cat Blues” e “No Expectations” engrossam o caldo sonoro, que traz ainda “Servers to Right to Suffer” (John Lee Hoocker), “Lazy” (Deep Purpple) e “I love every body” (Johnny Winter).

Veja também:  Caso Itaipu, envolvendo acordo ilegal de Bolsonaro, é destaque na The Economist

Fazem parte também da homenagem “Jam Back at the House ” e “Who Knows” (Jimi Hendrix), “We got to live together” (Buddy Miles), além de composições do próprio Biglione, como “Copacabana Balcony Blues” e “Latin Texas”.

Participaram do disco um grande leque de músicos, como os baixistas Marco “Bombom”, Alex Rocha e Luiz Alves, os bateristas André Tandeta, Roberto Alemão, Sergio Della Mônica e Athur Dutra, dentre outros. Andy Summers faz participação especial em “1+2 Blues”, de Larry Corryell, e a cantora Vera Negri brilha em todas as faixas cantadas com sua voz potente e rouca.

Biglione já ganhou dois Grammy’s  internacionais – com “Manhattan transfer” (1988)  e  com Milton Nascimento, no CD “Crooner” (2000). Em 2016, foi finalista do Grammy latino com seu CD solo “Mercosul”. Já tocou nos maiores festivais e casas do mundo, como  Montreux , Montreal , Aruba , Blue Note NY, Ottawa (Canadá) , Jazz Plaza (Havana, Cuba ), Frutas Tropicais (Finlândia), New York guitar festival.

No Brasil, Biglione acompanhou mais de 300 artistas da MPB, gravou 35 discos solo, tocando e gravando ao lado de nomes como Belchior, Beto Guedes, Caetano Veloso, Cássia Eller, Cazuza, Fagner, Chico Buarque, Wilson das Neves, Djavan, Elba Ramalho, Elis Regina, Elza Soares, Eumir Deodato, Gal Costa, Ivan Lins, dentre dezenas de outros.

Veja também:  Palestra de Boulos é censurada em mais um instituto federal


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum