sábado, 31 out 2020
Publicidade

Vídeo: Seguranças do Metrô-SP espancam e sufocam música sob alegação de que ele estava cantando

Yuri Fernandes Freire da Silva, conhecido como Dunk, foi tirado do vagão de um dos trens e espancado. Nas cenas, é possível ver sangue do músico no chão

Seguranças do Metrô de São Paulo espancaram e sufocaram o músico Yuri Fernandes Freire da Silva, conhecido como Dunk, em uma estação alegando que ele estaria cantando – segundo Boletim de Ocorrência registrado pela Polícia Civil. Pelo Instagram, Dunk mostrou os ferimentos na boca e no olho.

As imagens mostram dois seguranças e dois homens à paisana espancando e tentando sufocar o músico. A cena foi gravada por um homem que dizia: “Ai, sangue de músico no chão”.

À reportagem da Ponte, Yuri disse que estava em um vagão por volta da meia noite, quando os seguranças prenderam um vendedor ambulante dentro de um dos três. Ao avistarem o músico, que diz que não estava cantando, os seguranças foram até ele mandando descer do vagão.

No B.O., os guardas dizendo que o músico estava cantando e, por isso, teriam agido contra ele. Um dos seguranças ainda relatou que Yuri, que estava com um violão, é conhecido no Metrô por “tocar e fazer mendicância nos vagões.

Assista as cenas da agressão e os vídeos publicados por Dunk em seu Instagram.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.