Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de março de 2019, 16h55

Metalúrgicos do ABC aprovam greve geral contra reforma de Bolsonaro

Em ato político liderado pela CUT e demais centrais sindicais, presidentes e diretores das entidades explicaram os impactos da reforma da Previdência do governo

Foto: Edu Guimarães/CUT

Os metalúrgicos e metalúrgicas do ABC e trabalhadores de categorias como químicos, bancários e professores participaram, nesta sexta-feira (22), do ato político realizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais, no Largo Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo. O ato fez parte do Dia Nacional em Defesa da Previdência Social.

Os dirigentes sindicais colocaram em votação e os trabalhadores e trabalhadoras aprovaram, por unanimidade, a realização de uma greve geral contra a reforma de Jair Bolsonaro.

O ato ocorreu após caminhada de quatro quilômetros pelas ruas da cidade do ABC.

“Na hora que a CUT e as demais centrais convocarem uma greve geral contra a reforma da Previdência de Bolsonaro nós estaremos juntos, e vamos parar, não só a Ford e a Mercedes-Benz, como hoje, mas sim todas as fábricas da região para dizer que não vamos aceitar qualquer medida que retire direitos da classe trabalhadora”, afirmou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMABC), Wagner Santana, o Wagnão.

Com informações da CUT

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum