Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de agosto de 2019, 19h24

Alemanha responde a provocação de Bolsonaro e posta vídeo de florestas e parques

Depois de Bolsonaro desafiar a chanceler Angela Merkel a "reflorestar a Alemanha", a Embaixada do país no Brasil publicou um vídeo mostrando o verde e destacando que o país é um dos mais florestados da Europa

Reprodução/Facebook

Depois do presidente Jair Bolsonaro atacar a chanceler Angela Merkel e falar para a mandatária usar o dinheiro cortado do Fundo da Amazônia para a “reflorestar a Alemanha”, a Embaixada do país no Brasil deu uma resposta criativa ao presidente e postou nesta quinta-feira (15) nas redes sociais um vídeo convidando os brasileiros a conheceram as florestas e bosques do país que é um dos mais florestados da Europa.

“Você sabia que a Alemanha é um dos países mais florestados da Europa? As florestas alemãs são destinos turísticos imperdíveis”, diz a publicação que destaca a Floresta Negra, inspiração para o famoso sabor de torta, o Parque Nacional de Jasmund, o Parque Nacional da Suíça Saxônica, além dos parques nacionais Harz, Bayerischer Wald e Muritz.

O vídeo conta ainda que a área de florestas na Alemanha cresceu mais de 1 milhão de hectares nas últimas 5 décadas e cobrem um terço do território nacional, o que torna o país um dos mais densamente florestados da Europa.

A Alemanha decidiu cortar R$ 155 milhões em investimentos ao Fundo da Amazônia por considerar que o governo Bolsonaro não está comprometido com a redução do desmatamento. “A política do governo brasileiro na Região Amazônica deixa dúvidas se ainda se persegue uma redução consequente das taxas de desmatamento”, disse a ministra do Meio Ambiente, Svenja Schulze, no último sábado (10).

Nesta quinta-feira foi a vez da Noruega, o outro país que investia pesado no Fundo da Amazônia anunciar  congelamento dos investimentos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum