Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de janeiro de 2020, 16h29

Aliado de Bolsonaro, ex-ministro Matteo Salvini responde a ação por sequestro de pessoas na Itália

Derrotado em agosto após tentativa de golpe frustrada, o líder de extrema-direita italiana agora enfrenta uma acusação judicial

Eduardo Bolsonaro e Matteo Salvini (Reprodução/Youtube)

O ex-ministro de Interior da Itália, Matteo Salvini, enviou nesta sexta-feira (3) justificativa sobre uma acusação de sequestro na qual ele responde por impedir o desembarque de 131 imigrantes no país europeu em julho de 2019, quando o líder de extrema-direita ainda integrava o gabinete do premiê Giuseppe Conte.

O caso está sendo investigado pela Junta de Imunidade Parlamentar do Senado após pedido do Tribunal de Ministros de Catânia. O comandante do partido Liga Norte (LN) afirmou que agiu por “interesse do país” e obteve respaldo do governo ao impedir o desembarque de migrantes regatados pelo navio Gregoretti. Os refugiados ficaram presos no navio até que a Itália firmasse um acordo com a União Europeia para garantir um acolhimento entre outros países do bloco.

Conte e ministros ligados ao Movimento 5 Estrelas (MS5) afirmam que a decisão de Salvini foi unilateral e não abriu espaço para consultas. O ex-ministro deixou o governo em agosto do ano passado após tentar dar um golpe frustrado no premiê. O parecer da Junta será dado até o dia 20 de janeiro.

O partido anti-establishment MS5 impediu os planos de Salvini ao formar uma aliança inédita com o Partido Democrático, de centro-esquerda, do ex-premiê Matteo Renzi.

Com informações da Agência ANSA.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum