segunda-feira, 26 out 2020
Publicidade

Após ser demitido, ex-chefe da campanha de Trump é internado à força com transtorno mental

A denúncia partiu da própria esposa, que ouviu disparos dentro da casa e teve medo que ele cometesse suicídio. Veja o vídeo aqui

O ex-chefe da campanha à reeleição do presidente americano Donald Trump até julho, Brad Parscale, foi internado à força após se entrincheirar com armas em sua casa. A polícia de Fort Lauderdale, na Flórida, informou que a denúncia partiu de sua própria esposa, Candice Parscale.

De acordo com depoimento, ela ligou para a emergência pois teve medo de que o marido cometesse suicídio.

Candice garantiu aos oficiais que chegaram a sua casa em Fort Lauderdale, a 48 quilômetros ao norte de Miami, que Parscale estava “falando animadamente consigo mesmo e então ouviu um tiro”.

“A esposa se recusou a entrar na casa e disse que estava com medo”, após ter ouvido o som de dois disparos, continua o relatório. Os policiais relataram que Brad estava sentado no chão, sem camisa e de chapéu, enquanto falava ao telefone, visivelmente transtornado.

O policial Timothy Skaggs, que é amigo da família, apareceu no local e ligou para Parscale para convencê-lo a ir embora. “Ele estava balbuciando, como se estivesse sob o efeito de uma bebida alcoólica e parecia que estava chorando”, explicou o policial.

Parscale foi levado a um hospital perto de sua casa para uma avaliação psiquiátrica. Lá, ele foi detido sob uma lei da Flórida (Baker Act), que autoriza as autoridades a manter involuntariamente hospitalizado por até 72 horas uma pessoa que seja declarada “mentalmente instável e que pode ser prejudicial a si mesma ou a outros”.

Policiais apreenderam na residência 10 armas de fogo, sendo dois fuzis, duas espingardas, um revólver calibre 22 e cinco pistolas. De acordo com o relatório do incidente, Candice Parscale, 41, alegou que seu marido sofria de síndrome de estresse pós-traumático e havia se tornado violento nas últimas semanas.

Parscale fez parte oficial da equipe de Trump de 2015 até ser demitido, em julho deste ano. Tim Murtaugh, chefe de comunicação da campanha de Trump, afirmou que “Brad Parscale é um membro da nossa família e todos nós o amamos. Estamos prontos para apoiá-lo e à sua família de todas as maneiras possíveis”.

Com informações do El País

Julinho Bittencourt
Julinho Bittencourt
Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.