sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Bolsonaro compartilha vídeo em que escritório de Jerusalém é chamado de parte integral da embaixada

Por Pedro Moreira, de Jerusalém, especial para a Fórum

O perfil do Presidente Jair Bolsonaro no Twitter compartilhou nesta quarta-feira (3) um vídeo do ministério das Relações Exteriores de Israel em que o anunciado escritório brasileiro a ser aberto em Jerusalém é chamado de “parte integrante da embaixada do Brasil em Israel.”

O vídeo apresenta um resumo de imagens da visita oficial de Bolsonaro ao país, comemorando o que o ministério israelense classifica como avanços nas relações entre os dois países.

Na legenda, em inglês, o vídeo informa, entre outras coisas, que “O Presidente Bolsonaro anunciou a abertura de um escritório brasileiro de comércio, tecnologia e inovação na capital de Israel – Jerusalém, que servirá como parte integrante da embaixada do Brasil em Israel.”

Via assessoria de comunicação, o governo brasileiro afirmou que reitera as posições expressadas no comunicado conjunto e também as declarações à imprensa do porta-voz da Presidência da República durante a visita a Israel.

Ao longo da visita, as autoridades brasileiras afirmaram, em mais de uma ocasião, que o escritório anunciado não terá status diplomático, tampouco contará com funcionários ligados à carreira diplomática.

Na noite de domingo (31), horas após o anúncio de Bolsonaro, o porta-voz da presidência, General Otávio Rêgo Barros foi um dos primeiros a falar sobre o caráter do escritório.

“Não tem status diplomático. É um escritório que vai tratar das questões de comércio, ciência e tecnologia, como foram apresentados a vocês por meio da própria declaração (do Presidente)”. As atividades do futuro empreendimento também não vão ficar a cargo do Itamaraty. “O escritório será conduzido por pessoas não ligadas à carreira diplomática”, disse o porta-voz.

Na tarde de domingo, antes da declaração à imprensa dos dois chefes de governo em que o escritório foi anunciado, a assessoria do Itamaraty informou que o Brasil havia decidido estabelecer um escritório em Jerusalém para a promoção do comércio, investimento, tecnologia e inovação.
Em um primeiro momento, o texto dizia que o escritório seria “como parte de sua Embaixada em Israel”. Minutos depois, no entanto, a assessoria pediu para tirar a frase relativa à Embaixada.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.