Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de abril de 2019, 16h59

Brunei, no sudeste asiático, aplica pena de morte por apedrejamento para homossexuais

Mulheres lésbicas passam a ser punidas com 40 chibatadas e 10 anos de prisão

Paulo Pinto/Fotos Públicas

O sultão de Brunei instaurou, nesta quarta-feira (3), a pena de morte por apedrejamento para punir as relações homossexuais e o adultério. Apesar da mudança na legislação ser resultado de uma reforma do código penal inspirada na sharia, a lei islâmica, o artigo que trata a homossexualidade como crime se aplica tanto aos muçulmanos como aos não muçulmanos.

A nação se tornou a primeira do sudeste asiático a aplicar a nível nacional um código penal baseado na sharia mais rígida, seguindo o exemplo da Arábia Saudita.

Em 2013, foi anunciada a progressiva aplicação da sharia. Já naquele ano as relações homoafetivas entre homens passaram a ser consideradas crimes, com punição de dez anos de cadeia.

Brunei é um pequeno país rico em combustíveis fósseis, situado na ilha de Bornéu e governado com mão de ferro desde 1967 por Hassanal Bolkiah, dono de uma das maiores fortunas do mundo.

Com o novo código, as relações homossexuais entre homens podem ser punidas com a pena de morte por apedrejamento; mulheres lésbicas passam a ser punidas com 40 chibatadas e 10 anos de prisão.

A nova legislação também prevê a amputação de um pé ou de uma das mãos para pessoas acusadas de roubo. O estupro e ofensas ao profeta Maomé também podem ser punidos com pena de morte. As condições para que a justiça determine uma sentença deste tipo permanecem excepcionais: um acusado deve confessar o crime ou cometê-lo na frente de pelo menos quatro testemunhas.

Com informações do G1

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum