Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de dezembro de 2019, 09h29

“Começa uma nova etapa”: Alberto Fernández assume a presidência da Argentina nesta terça

Nas redes sociais, Fernández agradeceu as mensagens de apoio e disse que desafio de seu mandato será "colocar a Argentina de pé novamente"

Alberto Fernández e Cristina Kirchner (Reprodução/ @alferdez)
A cerimônia de posse do presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, e de sua vice, Cristina Kirchner, acontece na manhã desta terça-feira (10) na sede do Congresso do país. Nas redes sociais, Fernández agradeceu as mensagens de apoio que tem recebido e disse que o país pode contar com seu mandato.
“Obrigado a todos por todo o apoio e mensagens de amor. Uma nova etapa começa e temos o desafio de colocar nossa amada Argentina novamente de pé. Eu sei que conto com vocês. Contem comigo”, escreveu o presidente eleito.
A posse de Fernández e Kirchner marca o dia em que o peronismo regressa ao poder. Mauricio Macri deixa o cargo com um dos piores índices de popularidade da história do país: 30% de imagem positiva e 67% de rejeição, segundo pesquisa publicada neste fim de semana.
Diferente de como se procedeu quando Macri foi eleito, a transferência da faixa e bastão presidenciais não ocorrerá na Casa Rosada, mas sim no Congresso. Portanto, espera-se um momento de tensão no momento em que Macri entrega os atributos presidenciais à nova presidenta do Senado, Cristina Kirchner. Ela não estava presente na cerimônia de posse de Macri e a faixa e o bastão foram entregues, na Casa Rosada, por Federico Pinedo, presidente do Senado que assumiu interinamente a presidência da Argentina na meia-noite anterior para passar poder para Macri.
Após receber os atributos, Cristina anunciará a entrada do presidente eleito Alberto Fernández, e entregará a ele os símbolos pátrios que, ao serem outorgados, inauguram oficialmente o seu mandato.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum